Lembrança de nascimento da Natália

Lembrança de nascimento da Natália

A escolha da lembrancinha de nascimento foi bem difícil. Hoje há tantas coisas lindas que é difícil tomar uma decisão. Queria algo artesanal, de preferência feito por mim e, é claro, tinha que ser comestível. Escolhemos o brigadeiro! E pela durabilidade, praticidade e apresentação optamos pelo brigadeiro de colher ou de potinho, como também é conhecido.
Lembrança de nascimento: Brigadeiro de Colher
O problema era como preparar um doce com antecedência para um nascimento sem data marcada? Pesquisei, pesquisei e vi que se bem esterilizados, os doces podem ter validade de 2 meses. Então vamos lá!

O primeiro passo é lavar bem os vidros e as tampas, colocar em uma panela com água e deixar lá por 20 minutos depois que começar a ferver. Aconselho colocar um pano de prato no funda da panela. Depois colocar os vidros em uma assadeira e levar ao forno quente para secar. As tampas não devem ir ao forno! Depois deste processo é importante não encostar nas bordas dos potes e no interior das tampas, para não contaminar novamente.

Fazer os brigadeiros com consistência mais mole (receita detalhada aqui), colocar nos potinhos, e aos fechá-los, colocar virados, com as tampas para baixo, para que o ar saia. E aí novamente levar ao fogo em uma panela com água suficiente para cobrir os potes e deixar por mais 15 minutos após ferver.

É um pouco trabalhoso, mas com certeza o resultado compensa!

 

Quatro cores para os visitantes escolherem

 

A receita, além do trio tradicional manteiga, leite condensado e chocolate, leva também creme de leite, para que o brigadeiro possa ser consumido com a colher.
Para cada medida de leite condensado, meia medida de creme de leite de lata. Como o creme de leite é acrescentado depois de desligar o fogo, não quis arriscar colocar creme de leite fresco.
Para 100 potinhos usei 10 latas de leite condensado e 5 de creme de leite. Confesso que sobrou bastante, mas a Natália, que ainda estava aqui dentro ficou muito contente.

Depois de envasado, esterilizado, decorei os pontinhos com tecido, que colei na tampa com cola branca e as tags foram amarradas com fita de cetim, juntamente com uma colher. Prático para degustar, lindo de admirar. E depois que o brigadeiro acabar, ainda sobra um povinho lindo de vidro.

 

O cartão foi preenchido a mão, depois do nascimento, que foi exatamente na data prevista, mesmo tendo sido parto natural e na hora que ela estava pronta

 

E não é que os brigadeiros resistiram 2 meses (talvez teriam durado mais, mas não sobrou nenhum para contar a história), com sabor impecável! Separei alguns juntamente para testar a validade! 😉

 

Lembrança de nascimento da Natália

 

O único ponto negativo é que é uma lembrança não durável, então tive que tirar muitas fotos para mostrar para ela no futuro…

Mais receitas de brigadeiros de sabores variados, que também podem ser preparados para potinhos e copinhos.

 

 

 

 

Antes de ir não esqueça de deixar seu joinha e compartilhar com seus amigos.

Também estamos no facebook (facebook.com/AmeliacomVaidade) e no Instagram (@blogameliacomvaidade)

Print Friendly, PDF & Email

Comente via Facebook

comentário(s)

, , , , ,

6 Responses to Lembrança de nascimento da Natália

  1. Flaviano 1 de outubro de 2015 at 9:14 am #

    Bem! Pesquisei por quantidade de sorbato de potássio por panela de doce e caí aqui! Parabéns pela Nathalia!! Mas é ai tem a resposta?

    • Daniela Prytoluk 1 de outubro de 2015 at 12:15 pm #

      Flaviano,

      Não tenho a resposta, não usei e não tive problemas com o doce. A legislação obriga o uso do sorbato de potássio?

      A Natália é linda! Já está prestes a completar 4 anos…

      Abraços,
      Daniela

  2. Anônimo 4 de dezembro de 2012 at 11:34 pm #

    Oi Elma!
    Estava pesquisando sobre a conservação deles e vc me salvou! rsrs
    muito obrigado mesmo.
    será que por garantia posso incluir na receita conservante (sorbato de potássio) ou nao é preciso?
    Grato
    Fred

    • Dani 29 de Janeiro de 2013 at 9:49 pm #

      Fred,

      Desculpa pela demora, meu tempo está sendo totalmente dedicado à Natália… Acho que você deve testar o conservante, ver se altera sabor.
      Se der certo, me avise!
      Abraços,
      Dani

  3. Anônimo 19 de Abril de 2012 at 12:28 pm #

    Bom Dia! Vou faze a lembrancinha da minha bebê e queria saber se essa durabilidade de 2 meses é em temperatura ambiente ou não.

    Desde já agradeço o esclarecimento,

    Elma Cordeiro
    Fortaleza-Ce.

    • Dani 25 de Abril de 2012 at 1:12 am #

      Oi Elma,

      Sim, a durabilidade é a temperatura ambiente, mas lembre-se de fazer a esterilização corretamente. É preciso lavar bem os frascos, fervê-los, secar no forno, colocar o doce ainda quente e imediatamente virar de cabeça para baixo e novamente levar para ferver. Usar tampas novas e também fervidas. Dá um trabalhinho, mas o resultado compensa muito!

      Espero ter ajudado,
      Abraços
      Dani

Deixe seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: